0
Design para Landing Pages

Design para Landing Pages

Sem dúvida, o Design é um dos principais pontos que devemos levar em consideração quando falamos de landing pages. Isso porque, o visual e aparência da sua página de entrada dizem muito sobre sua empresa ou produto.

Os elementos gráficos devem ser bem distribuídos na página e para chamar a atenção do visitante para o que realmente interessa: a ação que você deseja que ele execute.

O livro Não me faça pensar, de Steve Krug aborda algumas normas implícitas no Design que ajudam os visitantes a pensar menos e agir mais, como por exemplo:

  •  O logo da empresa com o link no topo esquerdo da página;
  •  A navegação do menu deve ser no topo;
  •  Links azuis e sublinhados.

Estes são alguns exemplos de elementos usados largamente por todos. Faça um exercício: visite cinco sites diferentes. Certamente uma ou duas dessas normas estarão presente. Isso acontece porque temos uma convenção de mercado, ou seja, a maioria das empresas usa esse modelo. Tentar criar algo muito diferente pode ser arriscado, afinal, você não precisa reinventar a roda, mas sim, usá-la de uma forma interessante.

Atenção seletiva

Você já ouviu falar em Atenção Seletiva? Ela é muito presente em nosso cotidiano. Devido ao grande volume de informação que recebemos todos os dias, nosso cérebro se habitua a selecionar e filtrar o que é mais relevante. Dessa forma, por mais que vejamos as coisas, não as observados, ou seja, não prestamos atenção em tudo. Por causa da Atenção Seletiva, evite usar animações ou qualquer coisa que pareça um anúncio. Isso porque, as pessoas aprenderam a não prestar atenção nos anúncios que ficam no caminho de sua navegação e simplesmente os ignoram.

“Se você não for usar uma convenção web já existente, precisa estar seguro de que o que você estiver usando como substituto seja tão claro e auto-explicativo que não haja curvas de aprendizagem”.

 Steve Krug

Abaixo temos um exemplo de uma estrutura padrão de uma Landing Page Stand-Alone. Este tipo de página tem altos índices de conversão, pois limita o usuário a executar uma única ação.

estrutura-landing-pages

De olho nas convenções

Ao criar uma Landing Page, é importante conhecer os formatos disponíveis e os mais adequados para seus objetivos. No texto “O que é Landing Page” temos três exemplos de formatos padrão de páginas de entrada. Como dito acima, fique atento às convenções, ou seja, formatos de páginas que são muito populares e que, por isso, as pessoas já sabem o que fazer quando as visitam. Ao ajustar pequenos elementos e realizar pequenas mudanças, é possível aumentar muito suas taxas de conversão.

Porém, lembre-se: ao tentar fugir das convenções, não se esqueça das conversões.

0

Write a Comment